ONDE ERREI NA VIDA?

sem_cereja_blog_vida

O tempo vai passando, a vida vai mudando muito mais do que esperamos. Quando caímos na real, percebemos o tanto de coisa que amamos deixamos para trás nessa correria louca.

Coloquei essa foto antiga (o primeiro ensaio que fiz do blog) para dar aquele ar de nostalgia mesmo, e também, porque não tinha mais nenhuma foto para colocar e o motivo já está bem explícito né?!

Eu tinha para mim que em 2017 iria colher tudo que plantei em todos esses anos: minha formatura na graduação, a chave da minha casinha, meu casamento, independência de papis e mamis. E eu estava muito feliz e ansiosa. Mas, do nada tudo mudou e me percebi envolta em uma correria sem fim, muito trabalho, muito estudo, muita coisa para ser feita e pouco tempo: vida adulta.

Com isso fui percebendo que não tinha mais tanto tempo para sentar com meus pais, conversar com meus amigos, o blog foi pegando teia de aranha (e agradeço muito por vocês não terem me abandonado). Percebi tudo isso ontem, na verdade, já tinha notado, mas só caí na real ontem mesmo. Me programei para hoje atualizar o blog e o canal, mas me bateu uma saudade de me abrir com vocês escrevendo sentimentos kk

É engraçado como vamos crescendo e abandonando o que tanto gostamos de fazer, em busca de uma vida melhor. Esse ano vi poucos filmes, não atualizei minhas séries, só fui no cinema no dia do meu aniversário, só dormi de tarde um dia, nem vou falar do meu tempo para servir as outras pessoas, ajudar, ouvir, ser ombro amigo. Mas, tudo isso por uma boa causa, certo?

Precisamos correr enquanto é tempo, somos novos. O tempo passa voando e se não voarmos juntos, nunca vamos nos aposentar, ter aquele dinheiro para visitar a África, comer uma comida gostosinha em um restaurante chique, fazer uma cota num clube pra pegar um bronze.  E nisso vamos deixando passar cada momento…

Nessa hora a gente para e pensa, será que vale a pena essa correria toda? Do que adianta trabalhar muito e perder momentos inesquecíveis, não aproveitar a vida? Onde vamos perceber, nessa estrada, quando o benefício está ficando bem menor que o sacrifício? Mas, quando percebemos isso e resolvemos mudar, vemos que só a gente mudou, que estamos ficando para trás e começamos a enlouquecer de novo. A vida vai complicando novamente…

Equilíbrio, minha palavra favorita. Equilíbrio e paz. Duas coisas que devem ser constantes em nossa vida e não são. Com equilíbrio podemos ir longe, um pouco mais devagar, mas vamos. Com paz? Com paz vivemos de verdade, porque uma vida sem paz é uma vida de cárcere, uma vida presa aos medos. E viver com medo não é viver, né?!

E no fim de tudo, eu não errei, nem você, só desviamos um pouco das coisas que amamos, priorizamos o que ensinam que devemos priorizar para crescer na vida. Por fim, para parar essa viagem toda, só queria dizer mesmo que não me afastei pelo “não querer”, vou voltar a fazer com gosto, quando eu quiser, quando eu sentir paz. Mas, quando eu fizer, vai ser bem feito, vai ser por amor e vai ser lindo. Porque a gente tem que viver né?! E não é de blog que vivemos, não é de trabalho que vivemos, não é de estudo que vivemos, é de paz.

Espero que além de conseguir mostrar o que sinto, tenha despertado uma reflexão sobre forma que você tem vivido. Porque é sempre bom refletir sobre como estamos levando a vida, pois, infelizmente, uma hora ou outra a gente dá um deslize e se perde. Mas, sempre é tempo de voltar para estrada de paz e equilíbrio que traçamos no início.

E se eu voltar pra essa correria louca, eu prometo que nunca sumo das redes sociais ♥ facebook ♥ instagram ♥ pinterest

Beeijos, Amanda!

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta